Como já falamos no post anterior da nossa mini série (de dois posts haha) estamos em um momento de grande dualidade na moda, onde há duas vertentes muito grandes: o minimalismo, que veio para acabar com o consumo desenfreado e conscientizar a população, e o maximalismo, que voltou com tudo recentemente e está fazendo a cabeça dos grandes designers do momento. Caso você queira saber como adotar o estilo maximalista basta clicar aqui! Mas… Nesse post iremos apontar exatamente o estilo contrário, o minimalista.


A primeira coisa a se entender aqui é que o minimalismo é algo que sai do âmbito da moda e vai muito além, ele está atrelado com o conceito de Slow, onde há diversas vertentes, sendo as mais conhecidas o Slow Fashion e o Slow Food. O que isso quer dizer, no geral? Desacelerar! Estamos em uma era tão rápida que esquecemos de dar valor às coisas, compramos sem precisar, desgastamos recursos naturais e muitas vezes nem aproveitamos o que consumimos.


Mas… Vamos à moda. Como adotar o minimalismo? Como construir um armário cápsula? Vamos primeiro destruir a ideia de que para isso precisamos ser básicas e perder o nosso estilo próprio. A questão aqui é saber o que combina com você, o que vai durar e o que vai criar boas composições com o que já temos em nossos armários. Pode usar vermelho? Pode! Pode comprar estampa? Pode! Mas saiba como fazer isso sem cair em tendências e em exageros, pois um dos maiores erros aqui é sazonar as peças e enjoar delas em 2 meses.


Claro que, é quase impossível manter uma peça em nosso armário para sempre, mas… não é a toa que quando pensamos em minimalismo a primeira coisa que se vem à mente é na adoção de roupas neutras, como preto, branco, cinza, jeans, etc. E elas são fundamentais, principalmente para a composição de looks que sejam coesos, mas isso não significa que você tenha que se perder nisso, aposte em peças que sejam coringas, como uma t-shirt branca básica, ou uma calça de bom caimento. Para tirar a composição da mesmice, você pode usar toques de cores, acessórios, terceira peça (quarta e quinta, se quiser) e vários truques de styling (que são os melhores amigos do minimalismo e que teremos post em breve!)


Então busque comprar peças duráveis, de boa qualidade, bom caimento e que te ajudem a criar looks que você sabe que não irá enjoar! E, para sair da mesmice aposte em algumas peças que tragam vida ao look com cores, estampas (as gráficas como xadrez, poá e listras são quase um must have aqui) e acessórios, para poder sempre estar abusando da criatividade. Uma das maiores qualidades que uma fashionista minimalista deve ter é a criatividade e o conhecimento das peças de seu próprio armário, pois a ideia é olhar para ele e conseguir encontrar a maior variedade de combinações possíveis!


Dessa forma, invista no que você realmente gosta, no que combina com você e no que você se imagina usando daqui há 2 anos, três anos ou mais. No início isso pode parecer complicado, mas acredite, com o tempo você se torna expert no assunto e não quer fazer diferente!

Share: