Aluguel de roupas, a prática que vai bombar em 2018

O aluguel de roupas está de volta e veio para ficar! Buscando uma solução para o consumo exacerbado na moda e entendendo a vontade das clientes de variar o guarda roupa, diversas empresas têm investido na prática, que tem ganhado cada vez mais adeptas.

Diferente dos alugueis antigos, as marcas têm apostado em roupas que se adequam à rotina de suas consumidoras e não modelos de gala. É como se fosse um segundo closet.

Adotar a ideia permite uma renovação constante no guarda roupa, além de ser uma prática responsável e sustentável. Em pleno 2018 é necessário pensar não apenas em seu próprio bolso (que, inclusive, também sai ganhando, pois as peças alugadas chegam a custar 1/5 do valor da íntegra).

“Eu acho uma iniciativa incrivel com um potencial muito grande porque as pessoas estão começando a se despertar nessa ideia, um novo conceito de moda que é um conceito com menos consumo desnecessário e mais produção de moda em si, sabe?”, disse a estilista e fashionista Maria Antonia Dias (da marca Shop MAD). “Não uma moda que você gasta todo dia para usar um look e sim uma moda que você consegue reinventar vários looks com poucas peças que você tem, você não precisa ter 20/30 peças para estar na moda, você pode ter 5 peças e estar na moda e se reinventar.”

Biblioteca de Moda, localizada na Vila Madalena em São Paulo

Atualmente encontramos três tipos de negócio que se adequam a esse modelo:

Aluguel de roupas online: O aluguel de roupas online é muito simples. Acessando o site, é só escolher a peça desejada, efetuar o pagamento e esperar sua encomenda em casa. A maioria dos sites disponibilizam todas as medidas, facilitando na hora da escolha, mas se ainda assim houver algum erro, é só reenvia-la para troca, podendo haver uma pequena taxa adicional.

Aluguel de roupas em loja física: O aluguel fisico, apesar de ter o trabalho de sair de casa e ir até a loja, te dá a certeza de que a peça escolhida cabe perfeitamente.

Clube de assinatura: O clube de assinatura funciona como uma assinatura de revista, só que de roupas, e você terá que devolve-las mais tarde. Também é muito simples e prático. Você pode escolher um plano e pagar mensalmente, podendo levar para casa as peças que quiser. Cada empresa tem uma política diferente, havendo uma variação de valor e de dias de para devolução.

Onde encontrar:
Muda de Roupa                         Blimo                         A Roupateca                         Power Look

A prática do aluguel de roupas tende a crescer e ganhar força neste ano. Confira as empresas inspiração e se joga!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: